INÍCIO ARTIGOS ESPÉCIES GALERIA SOBRE EQUIPE PARCEIROS CONTATO
 
 
   Galeria de Fotos: Explorando o Norte de Ubatuba (SP) - 146 fotos - Parte1
Álbum de fotos de Expedições de Campo realizadas na região norte de Ubatuba (litoral norte de SP), principalmente em Manguezais e Estuários, mas também em Riachos. Todas as fotos são de uma única viagem, num período de duas semanas (2013/2014).
 
 
   Visão panorâmica do estuário do Rio Cavalo, Itamambuca, Ubatuba.
 
 
   O rio é erroneamente chamado de "Rio Itamambuca". Foto na maré mais baixa.
 
 
   Apicum do manguezal, em terreno seco. Muitas tocas de Guaiamum e Chama-Marés.
 
 
   Guaiamum ("Cardisoma guanhumi"), numerosos no local.
 
 
   Grande macho de Guaiamum saindo da toca. Juvenil pode ser visto ao fundo.
 
 
   Adulto com coloração de padrão adulto, com cor compacta e homogênea.
 
 
   Pequeno Guaiamum, com coloração de padrão juvenil.
 
 
   Padrão de transição em Guaiamum.
 
 
   Guaiamum ("Cardisoma guanhumi"), padrão de coloração de transição.
 
 
   Co-habitavam numerosos Caranguejos-Violinistas.
 
 
   Numerosos "Uca rapax" no local, espécie bastante versátil.
 
 
   "Uca rapax", note o mero largo da última perna.
 
 
   Dois machos de "Uca rapax" em confrontação.
 
 
   Também havia "Uca burgersi" no local.
 
 
   "Uca burgersi", outra espécie de Violinista.
 
 
   "Uca burgersi", note o mero longo e fino da última perna.
 
 
   Macho de "Uca burgersi".
 
 
   Clareira mais em direção ao rio, no mesmo estuário.
 
 
   Neste local, os "Ucas" também eram numerosos.
 
 
   "Uca rapax", também ocupava ambientes mais próximo da água.
 
 
   Close do "Uca rapax".
 
 
   Neste local, havia muitas grandes bromélias nas árvores.
 
 
   E dentro das bromélias, "Armases angustipes".
 
 
   Caranguejo-da-Bromélia ("Armases angustipes"). Faziam um barulhão fugindo quando me aproximava.
 
 
   Os filhotes ficam mais em troncos e no solo. Dois caranguejinhos na foto.
 
 
   Outro juvenil em um tronco de árvore.
 
 
   Um pequeno filhote em uma folha de bromélia.
 
 
   Fêmea ovada de "Armases angustipes".
 
 
   Fêmea ovada, note os pequenos ovos escuros no seu abdomen.
 
 
   "Armases angustipes" em um tronco de árvore, note as pernas longas.
 
 
   Outro exemplar maior, note a bela padronagem na carapaça.
 
 
   Outro espécime, note a variação na cor e padronagem.
 
 
   Algumas bromélias tinham também exúvias de Donzelinhas.
 
 
   Filhote de "Armases angustipes" no solo, junto a um "Uca rapax".
 
 
   Também havia "Sesarma rectum" no terreno seco.
 
 
   Aratu "Sesarma rectum", note a coloração característica.
 
 
   Este exemplar perdeu várias pernas à esquerda, note os brotos em regeneração.
 
 
   Close em "Sesarma rectum" no mesmo estuário.
 
 
   Um "Uca thayeri" mais próximo da água.
 
 
   Imagem anterior do "Uca thayeri" fêmea, note a fronte estreita, típica desta espécie.
 
 
   "Uca thayeri" fêmea, note também o mero largo desta espécie.
 
 
   Também junto da água, havia vários "Uca victoriana".
 
 
   "Uca victoriana" junto a um pequeno "Uca uruguayensis".
 
 
   Trio de "Uca victoriana", note a pequena faixa pubescente na quela do macho, típico desta espécie.
 
 
   "Uca victoriana". É a primeira vez que vejo esta espécie.
 
 
   Close no "Uca victoriana".
 
 
   "Uca victoriana" macho, imagem anterior.
 
 
   Note a margem antero-lateral da carapaça curta e reta, típico desta espécie.
 
 
   Mais em direção ao continente, haviam áreas alagadas e lamacentas.
 
 
   No local, muitas tocas de Uçá e Violinistas.
 
 
   Caranguejo Uçá ("Ucides cordatus").
 
 
   Aqui também havia muitos "Uca rapax".
 
 
   Em alguns focos mais lamacentos, havia "Uca vocator".
 
 
   "Uca vocator", note a fronte larga e carapaça pubescente.
 
 
   "Uca vocator", outra espécie incomum que estava procurando para fotografar há muito tempo.
 
 
   Banco de areia mais próximo ao mar, com água de maior salinidade.
 
 
   Haviam Aratus-Vermelhos no local.
 
 
   Aratu-Vermelho ("Goniopsis cruentata").
 
 
   Uma espécie de maior porte, agressiva, e com belíssimo colorido.
 
 
   Nos bancos de areia, "Uca leptodactyla".
 
 
   "Uca leptodactyla", macho em coloração reprodutiva (alvejamento).
 
 
   "Uca leptodactyla", a espécie mais polihalina dos "Ucas".
 
 
   Note a quela longa, e os dedos finos e longos desta espécie.
 
 
   Nas praias, também haviam numerosos Maria-Farinha ("Ocypode quadrata").
 
 
   Os filhotes desta espécie têm uma padronagem mimética bem evidente.
 
 
   Com o crescimento, a cor vai ficando cada vez mais homogênea.
 
 
   "Ocypode quadrata" adulto, com a cor mais sólida.
 
 
   Riacho no limite sul da Praia do Félix, Ubatuba.
 
 
   No local, havia numerosos Camarões-Canela (uma espécie de Pitú).
 
 
   Camarão-Canela ("Macrobrachium acanthurus").
 
 
   Dois "Macrobrachium acanthurus" em visão dorsal.
 
 
   Estes camarões ficavam mordiscando minha perna enquanto eu batia fotos!
 
 
   Pequeno Camarão-Canela.
 
 
  Pequeno Camarão-Aratanha ("Macrobrachium olfersii").
 
 
   Dois "Macrobrachium olfersii", note a bela padronagem mimética.
 
 
   Grande macho de "Macrobrachium olfersii".
 
 
   Note a quela grande e assimétrica do macho.
 
 
   "Macrobrachium olfersii" macho. Não deixe de ver a segunda parte da galeria!
 
Voltar   
 

Planeta Invertebrados Brasil - © 2017 Todos os direitos reservados

Desenvolvimento de sites: GV8 SITES & SISTEMAS